Marca de calçados Crocs fecha fábricas próprias e vai focar em vendas pela internet


Empresa informou também que está encerrando atividades de suas fábricas na Itália e no México e vai terceirizar a manufatura. Loja da Crocs em Los Angeles, em imagem de arquivo.
AP/Damian Dovarganes
A marca de calçados Crocs, cujas sandálias já fizeram sucesso no Brasil, anunciou que está fechando unidades de suas fábricas na Itália e no México até o final do ano e vai substituir sua diretora financeira
A empresa informou, também, que vai terceirizar a manufatura dos calçados e fechar seu centro de distribuição no México, ao divulgar um lucro de R$ 30,4 milhões no segundo trimestre, ou 35% por ação.
Em comunicado, a Crocs anunciou ainda que está fechando lojas de varejo menos produtivas, à medida que as concessões expiram. Segundo a marca, o objetivo é focar mais em vendas online.
A vice-presidente executiva da empresa, Carrie Teffner, deixará o cargo até abril, mas sairá do posto de diretora financeira no dia 24 de agosto. Anne Mehlman, ex-vice-presidente de finanças corporativas da Crocs e atual diretora financeira da Zappos, vai assumir a função.
As ações da empresa são negociadas nesta quinta-feira (9) em torno de US$ 18,70, em comparação ao valor de US$ 8,50 um ano atrás.
Calçado Crocs em uma loja da marca em Denver, EUA.
AP/Ed Andrieski