Google leva wifi gratuito para México em aposta inicial de serviço na América Latina


Rede de pontos de acesso de wifi em locais de alto tráfego será patrocinada por anúncios. Sombra de um homem projetada em frente ao logo do Google
Reuters/Dado Ruvic
O Google disse nesta terça-feira (13) que lançará uma rede de pontos de acesso de wifi gratuitos no México, parte de estratégia da companhia para melhorar a conectividade nos mercados emergentes e colocar seus produtos nas mãos de mais usuários.
A Google Station, uma rede de pontos de acesso de wifi em locais de alto tráfego que é patrocinada por anúncios, foi lançada no México com 56 pontos e outros planejados, informou a empresa.
O México será o terceiro mercado da Google Station, depois da Índia e Indonésia, e o primeiro da América Latina.
O México fez grandes avanços na conectividade desde uma reforma do setor de telecomunicações entre 2013 e 2014 destinada a diminuir o controle da América Móvil, do bilionário Carlos Slim, sobre o mercado.
De 2013 a 2016, o número de pessoas que acessam a internet no México aumentou em 20 milhões, de acordo com um relatório de 2017 da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Ainda assim, o país está atrasado em relação a outras nações da OCDE em termos de acesso à internet, segundo o relatório.
“Nós estamos descobrindo que pontos públicos de wifi continuam sendo um jeito importante de se conectar”, disse Anjali Joshi, uma vice-presidente de gestão de produtos do Google, a jornalistas.
Ela acrescentou que o Google vê o México como um bom ponto de entrada para o produto na América Latina. A SitWifi, com sede no México, forneceu equipamentos para os pontos de acesso.
A Google Station agora conta com cerca de 8 milhões de usuários por mês na Índia, onde o programa começou em 2016.